12 de maio de 2014

Sobre o Corpo

A Fala do Corpo
Clarisse Spínkola
(Mulheres que Correm com os Lobos)

Embora sejam verdadeiras e trágicas as perturbações da alimentação compulsiva e destrutiva que deformam as dimensões do corpo, elas não são a norma na maioria das mulheres. É mais provável que as mulheres que são grandes ou pequenas, largas ou estreitas, altas ou baixas, sejam assim simplesmente por terem herdado a configuração corporal dos seus parentes; se não dos seus parentes imediatos, então dos parentes de uma geração ou duas no passado.

Difamar ou julgar o físico herdado de uma mulher é criar gerações e mais gerações de mulheres ansiosas e neuróticas. As críticas destrutivas e desdenhosas a respeito da forma herdada de uma mulher privam-na de diversos tesouros psicológicos e espirituais preciosos e de vital importância. Privam-na do orgulho pelo tipo de corpo que lhe foi transmitido por linhagens de antepassados. Se lhe ensinarem a rejeitar essa herança física, ela será imediatamente desvinculada da sua identidade corporal feminina com o resto da família.

Se lhe ensinarem a detestar o próprio corpo, como poderá ela amar o corpo da mãe, que tem a mesma estrutura que o seu? — ou o corpo da avó, ou das suas filhas também? Como poderá ela amar os corpos de outras mulheres (e homens) próximas a ela que tiverem herdado o corpo dos mesmos antepassados? Semelhante agressão a uma mulher destrói seu legítimo orgulho de parentesco com sua própria gente e lhe rouba a alegria natural que ela sinta por seu corpo, não importa qual seja sua altura, tamanho ou forma. No fundo, a agressão ao corpo da mulher é uma agressão de longo alcance que atinge tanto os que vieram antes dela quanto os que chegarão depois.

O que acontece é que críticas ásperas a respeito da aceitabilidade do corpo criam uma nação de garotas altas corcundas, de baixinhas sobre pernas de pau, de mulheres avantajadas vestidas como se estivessem de luto, de outras muito magras que tentam se inflar como serpentes e vários outros tipos de mulheres que se escondem. 

Destruir o vínculo instintivo da mulher com seu corpo natural subtrai-lhe a confiança. Faz com que ela insista em descobrir se é uma boa pessoa ou não, e baseia sua auto-estima na sua aparência em vez de na sua essência. Ela é pressionada a gastar sua energia preocupando-se com a quantidade de alimento que consome, com os números na balança ou na fita métrica. Essa destruição lhe dá uma ideia fixa e influencia tudo o que ela faz, planeja e prevê. No mundo instintivo, é inconcebível que uma mulher viva absorta desse jeito com sua aparência.

Faz total sentido manter-se saudável e forte, cuidar do corpo da melhor forma possível. No entanto, devo admitir que muitas mulheres têm uma "faminta" dentro de si. Em vez de "famintas" por ter um certo tamanho, formato ou altura; em vez de "famintas" por se adequar ao estereótipo, as mulheres têm fome de consideração básica por parte da cultura que as cerca. A mulher "faminta" ali dentro anseia por ser tratada com respeito, anseia por ser aceita, e no mínimo anseia por ser vista sem preconceitos. Se realmente existe uma mulher "gritando para sair", ela está pedindo aos gritos que terminem as projeções desrespeitosas que os outros lançam sobre seu corpo, seu rosto, sua idade.

[...] Ao não renunciar à alegria do seu corpo natural, ao não "comprar" a ilusão popular de que a felicidade só é concedida àqueles de uma certa configuração ou idade, ao não esperar nem se abster de nada e ao reassumir sua vida verdadeira a plenos pulmões, ela consegue interromper o processo. 

Essa dinâmica do amor-próprio e da aceitação de si mesma são o que dá início à mudança de atitudes na cultura.

(Achei este texto excelente! Precisava compartilhar.)

6 comentários:

Bruno disse...

Verdade. Temos que fazer por nós, e não por uma imposição da sociedade. Comecei a pouco esta saga, dá uma olhadinha laseforamalgunsquilos.blogspot.com

Abraço

Drika disse...

Poxa Dea excelente texto !!!Faz parar p pensar no q fazemos c nossa estima ,perfeito !!!!Vou ate salvar

Luana Rodrigo disse...

tudo que o texto disse e verdade!
ta certinho!
adorei o texto!
beijos

disse...

Nossa, amei!
Sim, eu.. que sumi e voltei! hahahhaha..
Mas serio, amei demais!!!

O BEIJO

Vagda disse...

Ola... adorei seu Blog... e ja estou seguindo..
Obrigada pelo comentario no meu blog.. eu precisava de voltar a mecher nele.. e estava desanimada.. mas vendo seu comentario (muito tempo depois.. rsrs) eu tive mais vontade de voltar...

Bjuuu magrela.. rs

COMPOSTO EMAGRECEDOR VERDADEIRO E POTENTE disse...

Olá queridos, manipulo o melhor Composto Emagrecedor que existe no Brasil,contém anfepramona, femproporex e mais 10 ervas naturais potentes no emagrecimento rápido e saudável, perda de peso já no primeiro uso, média de todos os meus clientes entre 6 a 10 quilos! Trago de fora do Brasil todos os componentes do Composto Emagrecedor, para garantir a originalidade de tudo... Visitem meu blog http://melhoremagrecedordomundo.blogspot.com.br/ e vejam o que meus clientes falam do Composto Emagrecedor e também de meu trabalho. Mande-me um e-mail no danluzdf@gmail.com. Um beijo!